• Tudo o que você precisa saber sobre o laudo de vistoria (com check list completo!)

    Por Alexandre Rodrigues

Tempo de leitura: minutos

 

Um dos problemas mais comuns ocorridos na locação está relacionado à conservação do imóvel. A Lei do Inquilinato (Lei n. º 8.245/91) atribui ao locatário o dever de zelar pelo imóvel alugado. No entanto, existe uma zona bastante nebulosa entre o que significa cuidar e manter o bem em bom estado, já que o próprio uso do imóvel acaba promovendo desgastes naturalmente.

Para evitar quaisquer discussões e evitar problemas dessa natureza, existe um documento muito útil que deve ficar anexado ao contrato de locação. Estamos falando do laudo de vistoria, um documento que serve para registrar o estado de conservação do imóvel, evitando impasses entre locadores e locatários.

Para saber tudo sobre o laudo de vistoria, elaboramos esse post para você! Além de explicarmos como ele funciona e para que serve, também separamos um check list completo para que você possa realizar uma vistoria sem esquecer nenhum detalhe. Confira!

Quando realizar a vistoria?

A vistoria não é um procedimento obrigatório previsto na legislação, no entanto, ela deve ser encarada como uma atividade necessária e preventiva dentro da locação, já que serve para proteger tanto o locador, quanto o locatário, além de obviamente o imóvel.

O laudo de vistoria é o documento que atesta que o imóvel locado está em perfeitas condições para o uso, bem como, garante que ele será entregue na mesma situação em que foi alugado, salvo o desgaste natural do uso.

Assim, a vistoria deve ser feita tanto antes do locatário receber as chaves do imóvel, como também antes da entrega das chaves à imobiliária ou ao locador.

Durante a vistoria, o imóvel deve ser avaliado como um todo, considerando todos os seus detalhes. O ideal é sempre realizar a vistoria na presença do locador para que não haja questionamentos posteriores, o que costuma ser bastante desgastante. A vantagem de se fazer a vistoria junto com o locador é que todos os problemas podem ser levantados na hora e as providências para resolvê-los também podem ser feitas de forma mais ágil, facilitando tanto a entrada quanto a saída do imóvel.

Laudo de vistoria

O laudo de vistoria, em geral, é um documento elaborado e emitido pela imobiliária, mas nada impede que o locatário ou o locador realizem o laudo, anexando-o ao contrato de locação.

Também é possível fazer um laudo digital, evitando a impressão de papéis. Quem deseja fazer um laudo digital, no entanto, por segurança deve incluir essa observação no contrato.

O ideal é preparar um acervo fotográfico do imóvel em detalhes para incluir no laudo. As fotos, sem dúvida, são a forma mais rápida e fácil de documentar o estado de conservação do bem.

Problemas

O laudo de vistoria é um documento e como tal ele não tem como prever problemas que podem surgir durante a locação, tanto por parte do inquilino quanto do locador.

Eis algumas situações de impasse que podem surgir, porém o laudo de vistoria servirá como um documento base para evitar dúvidas e contribuir para a solução:

– Mesmo após a vistoria, podem surgir alguns problemas ao longo da locação. Lembre-se que o dever de reparar todos os problemas estruturais do imóvel é do locador, assim, é importante notifica-lo e solicitar providências.

– A realização da vistoria não impede que o locador solicite novas visitas ao imóvel, caso queira verificar se o uso está adequado.

– Problemas como pragas, elétricos ou hidráulicos que inviabilizam a moradia podem ensejar o cancelamento do contrato sem nenhum problema. Neste caso, o laudo de vistoria também pode servir para documentar a situação anterior e o problema identificado.

Entrega do imóvel

Com o final do contrato é importante que se realize uma nova vistoria, conforme explicados. O imóvel deverá estar em condições semelhantes ao momento em que foi entregue e, se tudo estiver em conformidade, é feita a entrega das chaves e a resolução do contrato.

Caso algum problema seja identificado, as chaves do imóvel só poderão ser entregues após a resolução dos problemas.

É comum que em situações como esta, as imobiliárias ofereçam alguns prestadores de serviço para realizarem reparos, consertos e manutenções. Porém, o locatário não está obrigado a aceitar e pode contratar profissionais da sua confiança.

O que avaliar? (Seu check list)

Agora que você já sabe tudo sobre o laudo de vistoria, confira um check list completo sobre o que avaliar

Áreas externas

– Qual o estado de conservação da fachada?

– Como estão as portas e janelas? Verificar pintura, vidros, abertura e fechamento.

– Qual o estado de conservação do telhado? Existem telhas soltas? Calha entupida?

Áreas internas

– Como está a pintura? Existem bolores, sinais de descascamento, manchas?

– Como está a parte elétrica? Existem cabos e fios soltos? Qual o estado de conservação da caixa de luz? A fiação é nova ou antiga? Os interruptores estão todos funcionando?

– Qual o estado de conservação dos trincos e fechaduras? Todos fecham e abrem com facilidade? Checar também as dobradiças dos armários.

– Vaso sanitário e pias funcionam bem? As torneiras não apresentam sinal de gotejamento?

– Qual o estado do piso? Se for piso de madeira, questione sobre qualquer tratamento realizada para combater pragas. No caso de carpetes, identifique potenciais manchas e cheiros.

– Avalie se no imóvel há presença de mofo em qualquer cômodo, eles podem ser um indício de vazamento.

– Caso existam mobílias deixadas no imóvel, verifique o estado de conservação.

– Avalie as vidraças e se não possuem rachaduras ou dificuldades para abertura e fechamento.

Procure sempre documentar tudo através das fotos e caso ache necessário, você também pode contratar empresas e profissionais especializados para realizar a vistoria.

Essas dicas foram úteis para você? Tem dúvidas sobre o contrato de locação e precisa de um bom modelo para facilitar a locação do seu imóvel? Conheça alguns dos serviços da Contrato Express que podem ajudar você a evitar problemas com a sua locação.

apartment-1261781_1920

Escrito por: Alexandre Rodrigues

Fazer o seu contrato é fácil e rápido, comece agora!

Tem alguma dúvida?

Seu e-mail não será publicado ou compartilhado.